Zé Leigão
Zé Leigão perguntou:

Amigo Jairo,

Levando em consideração que você repreende o comando “não”, da mesma forma que não aconselha o dono a levantar a voz em tom agressivo sendo que isso pode ser mal interpretado pelo animal, como agir em situações cotidianas em que a vontade do cão se opõem a nossa e ele desafia a nossa autoridade?

Como por exemplo quando o cão está dentro de casa a noite e gostaríamos de coloca-lo para dormir no quintal, e ele simplesmente senta e se recusa a obedecer o comando.

Eu entendo e sou fã do conceito de “rolar a pedra morro abaixo”, porém (e corrija-me se eu estiver errado) em variadas situações nós acabamos sem outra opção a não ser levantar a voz e “assustar” o cão para que ele respeite e obedeça.

Parabéns pelo canal. Eu moro em Sydney – Austrália e sou fã dos vídeos. Sua mensagem chega longe!

Um abraço.