Tem algo errado com o nosso FILA BRASILEIRO!
Tem algo errado com o nosso FILA BRASILEIRO!
Tem algo errado com o nosso FILA BRASILEIRO!
Cão de Guarda

Tem algo errado com o nosso FILA BRASILEIRO!

Jairo Teixeira
produzido por
Jairo Teixeira

Faz anos que eu venho falando que tem algo errado com o Fila Brasileiro.

A meu ver uma seleção muito focada na ojeriza, produziu um cão altamente defensivo e de nervos fracos.

Infelizmente as pessoas que deveriam ser os guardiões da raça, se fecharam, em um ostracismo, alheias a todo tipo de crítica ou sugestão.

A menos que haja uma mudança radical e imediata por parte dos criadores, o cão de Fila Brasileiro, patrimônio nacional, corre sério perigo!

Transcrição do vídeo

Tem algo muito estranho, na minha opinião, que está acontecendo com o cão Fila Brasileiro.

Já fazem alguns anos que eu tenho observado, eu tenho comentado, e conversado com pessoas sobre a situação atual dessa raça.

Eu tive algumas experiências que eu vou compartilhar aqui, que estão me levando a conclusão de que tem algo muito estranho e muito errado com a raça do nosso cão Fila Brasileiro.

Fila Brasileiro

Primeiro eu quero deixar claro uma coisa, eu não estou aqui para falar mal de pessoas. Não estou preocupado com esse tipo de coisa, esse tipo de coisa não existe para mim.

Não estou me referindo a pessoas, como a pessoa do criador “seu João, seu José, ou a Dona Maria”.

Falo isso porque já vi muito como as pessoas tendem a levar para o lado pessoal.

Eu estou aqui para falar de cachorro, de cinofilia, e eu estou preocupado com o cão que não pertence a criadores, pois é um patrimônio nacional!

Na minha opinião os criadores são, ou deveriam ser os guardiões da raça.

Então a minha crítica aqui é a respeito das diretrizes, a mentalidade e a maneira como estão selecionando o Fila Brasileiro.

Está claro isso?

Está claro que não é nada pessoal? Que não tenho nada contra o “fulano” ou o “siclano”, o canil “X”, canil “Y”? Está entendendo?

Então por favor, tente abrir um pouquinho a cabeça.

A minha experiência com um Fila Brasileiro

Eu tive uma experiência muito negativa com um Fila Brasileiro que morreu a pouco tempo.

Eu comprei ele a mais ou menos 6 anos atrás. Eu comprei de um canil de nome, não vou citar nomes obviamente. Mas é um Fila CAFIB

Aliás essa é outra coisa que vejo o pessoal falando: “Ah, não pode ser CAFIB”.

Mas sim, esse era um cachorro CAFIB.

E aliás, se eu fosse criar Fila Brasileiro, a minha mentalidade vai mais de encontro com a CAFIB, e seria por onde eu iria e com quem eu me filiaria.

fila brasileiro filhote

Eu peguei ele filhote, a princípio tudo normal, estava crescendo bem.

Fiz todo um trabalho de sociabilização, saía com cachorro, caminhava, soltava ele para correr em um campo grande, porque como ele era um filhotão não dava para correr muito com ele.

Fiz o mesmo trabalho que faço com todos os meus filhotes, com estampidos.

Eu testo todos os meus filhotes, na hora da alimentação com estampidos e esse cão mostrava uma certa reação.

Com balões também, eu gosto de brincar com balões com meus cães. Eles estouram e bato palmas e faço uma festa, para associar os estampidos a um estímulo positivo.

Mas com o passar do tempo eu comecei a perceber algo muito estranho nesse bicho…

O meu Fila tinha uma ojeriza a TODOS e a TUDO

Ele tinha a ojeriza, que é algo que é interessante, até certo ponto…

Só que aquela ojeriza foi aumentando, aumentando e aumentando até se tornar uma ojeriza a TODOS e a TUDO!

O que eu quero dizer com isso é o seguinte:

Um dia eu cheguei da praia, coloquei um guarda-sol para secar na sombra. O cachorro estava com 8, 10 ou 12 meses de idade. Já estava grande.

O cachorro estava na frente da casa e quando ele foi para o fundo do pátio e viu aquele guarda-sol, que tinha colocado para secar na sombra…

Ele travou, como se tivesse visto um OVNI no pátio. Ficou com medo, bufou, recuou…

Aí eu pensei:

“Beleza, vou dar um tempo para ele se recompor”…

Para encurtar a história, no terceiro dia foi quando eu tirei o guarda-sol.

Porque o meu cachorro não passava mais lá de jeito nenhum, com medo daquele objeto.

Começam a aparecer as doenças

Eu não vou nem falar que tive que operar os dois olhos do cachorro, que ele tinha um problema de absorção permanente.

Não tinha marca de ração que ele pudesse se adaptar. Nem de arroz com carne, sopa, legumes… Nada! Ele tinha um problema de absorção permanente.

Mas tudo bem, eu poderia conviver com isso, se não fosse a questão do temperamento que me deixou muito preocupado.

Aí alguém pergunta: “Ah Jairo mas porque você não levou o cachorro no veterinário?”.

Realmente eu não levei o cachorro no veterinário porque na época eu era casado com uma veterinária, então o cachorro morava 24 horas por dia na casa de uma veterinária.

Só para deixar claro, porque eu vejo algumas pessoas tentando achar furinho no meu relato, para não ter de se confrontar com a realidade…

Enfim, o cão era muito bem tratado, tinha acompanhamento veterinário e etc.

Mas de novo, o que REALMENTE me deixou preocupado foi a questão do temperamento.

A minha análise sobre a ojeriza

Eu já falei anteriormente que, na minha opinião, o Fila Brasileiro, ele poderia ser um dos melhores, senão o melhor cão de guarda territorial do planeta Terra!

Justamente por essa característica de não aceitar estranhos. Ele é um cachorro que realmente não se corrompe.

Você pode ficar 10 anos na frente do pátio, ali na grade tentando persuadir o cachorro e não vai ganhar, realmente ele não aceita estranhos, e essa é uma característica da ojeriza que é muito interessante.

E eu pensando, já a um bom tempo sobre o que poderia estar acontecendo de errado com essa raça…

Cheguei na conclusão de que foi dada muita ênfase a essa ojeriza. Os criadores selecionam os cães para terem ojeriza, ojeriza, ojeriza e ojeriza…

Só que ojeriza não significa coragem, tá?

Então é importante nos dar conta disso…

A onde que nasce a ojeriza? Ela obviamente tem uma raiz em algum lugar.

A ojeriza vem do instinto de defesa

 “Avoidance” ou “To avoid” em inglês quer dizer evitar ou afastar-se.

Então a ojeriza ela nasce no instinto de defesa e tem a sua raiz no instinto de defesa.

Quando o instinto de defesa de um cão é acionado, ele tem duas respostas. Tem autores que falam até de uma terceira resposta que eu vou até mencionar mas não é relevante para a nossa análise aqui.

Mas as duas principais respostas quando o cão liga o instinto de defesa são:

“fight or flight”, eu ataco ou eu fujo!

A terceira resposta que eles chamam de “freeze”, que seria o animal congelar, mais ou menos como o gambá faz.

Gambá fingindo de morto

O gambá se finge de morto, e quando o cachorro larga ele e vai embora, o gambá levanta e sai correndo.

O que também não serviria, para um cão de defesa, obviamente…

Então as principais respostas, e o que está em jogo aqui é o “fight or flight”, “ataca ou foge”. Existem essas duas respostas quando o cão é ameaçado…

O Fila Brasileiro está exageradamente defensivo!

Eu vejo o Fila Brasileiro altamente defensivo, extremamente defensivo. Na minha opinião, exageradamente defensivo.

E os testes de temperamento que estão sendo feitos… o que eu vejo é um Fila Brasileiro na peiteira, seguro pelo seu dono e provocado por pessoas balançando os braços, com vassoura na mão, cadeira, baldes, sei lá…

Alguns provocam o cão com uma espécie de luva, mas fica na metade do caminho, e não utilizam corretamente o material de proteção.

Ao meu ver é um equívoco testar o cão preso na peiteira.

Um cão conectado ao dono ele tem uma reação, pois a guia é a extensão do corpo do dono. O dono é uma extensão do território. Toda agressividade dos cães partem de um referencial.

Na cabeça do cachorro é assim:

“Se eu estou na minha casa, se eu estou no meu território, se eu estou no canil, se eu estou no carro, se eu estou com o meu dono, eu estou seguro e valente. Porque nós estamos lidando com a situação juntos. Eu e o meu dono!”

Os testes deveriam incluir o ataque lançado

pastor alemão filando

Na minha opinião, dentre outras coisas, os testes de temperamento deveriam incluir o ataque lançado. Dessa maneira eu acho que poderia ficar mais visível o temperamento atual do Fila Brasileiro.

Ou seja, o cobaia, figurante precisa estar com a roupa correta e o traje completo para ele poder trabalhar com segurança. Provoca o cão na peiteira e se afasta correndo pelo menos 30 metros de distância do cachorro.

Então o condutor desconecta a coleira da peiteira e o cachorro vai de encontra com o figurante sozinho e fila o cobaia.

“Fila” Brasileiro, vem de “Filar”, certo?

Significado de Filar: Agarrar, prender, segurar.

cachorro mostrando como fila

Eu botei isso numa postagem e expliquei:

“Olha o Fila Brasileiro já não fila mais como antigamente. O termo ‘fila’ quer dizer justamente isso, filar ou agarrar…”

E daí me responderam:

 “Ah, Jairo nossa que novidade… Descobriu a América… Muito obrigado por ensinar os ‘fileiros’ o que significa ‘fila’…”

Pois bem, se sabem o que significa ‘fila’, se sabem o que significa filar, porque que os cães não estão filando?

Porque que os cães estão babando a manga? Porque que estão mordiscando, mascando a manga?

Então tem que colocar o nome de Baba Brasileiro, ou Masca Brasileiro, e não Fila Brasileiro!

Me desculpa mas o seu argumento está depondo contra ti. Você está fazendo gol contra!

Enfim, voltando ao raciocínio…

O cão vai e fila, agarra, luta por um tempo com o cobaia. Só então o condutor vai até o cão e prende o cachorro – Não precisa nem o comando “deixa”, porque vocês não tem esse treinamento – mas então arranca o cachorro do cobaia.

Aí sim, este teste deveria ser feito, porque senão mascara o resultado.

“Melhores em temperamento”?

 

Eu tenho visto no YouTube um vídeo de uma competição com o título que diz “Fila Goiano – Melhores em Temperamento”.

 

 

Meu amigo…

Ou eu não entendo NADA de cachorro ou esses cachorros estão com medo…

Desculpa, mas eu acho que vou ter que começar do zero. Vou voltar lá para trás e vou começar a estudar sobre comportamento canino tudo de novo, do zero!

Porque eu digo isso?

Porque esses cães estão medrosos! Essa é a leitura que eu faço.

Aliás qualquer pessoa que sabe ler um pouco cachorro, consegue olhar a postura do cachorro, o corpo, a cauda, a orelha, o corpo, o latido. O fato dele olhar para trás buscando auxílio no condutor…

Aquele cachorro não quer estar alí.

Ele está completamente desconfortável. Ele quer ir embora e só não vai porque está preso. Aquele cachorro está CLARAMENTE com medo!

E tem um outro fila em um vídeo do YouTube, que quando ele está no canil ele é uma onça. Agora quando solto do canil, mesmo dentro do próprio território, ele não fila. Ele masca, pega e larga. O rabo para baixo, o latido de apavorado!

E aí, nesse mesmo vídeo tem uma hora, o figurante vem para cima do cachorro e o cão recua…

E aí se ouve um grito de alguém dizendo:

“Não! Assim não! Não afronta o cachorro! Foge!”.

O que? Foge?!

Eu tenho que fugir para o cachorro me perseguir? Se eu o enfrentar o cachorro foge?

Quer dizer que, dentro do canil ou quando estou fugindo ele é um leão, mas quando eu vou pra cima dele ele vira um gatinho?

Esse é o cão de “fila” brasileiro?

O que mais me assustou, quando eu vi o vídeo dos supostos “Melhores em temperamento”. Sabe o que que me assustou?

Não foi a qualidade horrível dos cães com medo mas sim o fato dos caras postarem e ainda colocar no título “Melhores em temperamento”.

Eu fico chocado!

Eu fico chocado porque essas pessoas não estão enxergando o que está acontecendo. Eles não estão fazendo a leitura que eu e outras pessoas estamos fazendo.

Eles não estão enxergando que os cachorros estão com medo!

Eu fiz um comentário, explicando essa minha análise sobre o que está acontecendo com o Fila Brasileiro, expondo que estou vendo o cachorro defensivo demais.

Me desafiaram para enfrentar o Fila Brasileiro

E me desafiaram… Vários!

“Pois muito bem senhor Jairo Teixeira. O senhor será muito bem-vindo aqui em casa. O senhor está convidado para vir aqui na minha fazenda conhecer os meus filas.”

Outro chegou a dizer assim:

Venha com seu traje completo. Traga duas luvas, caneleiras, pescoceiras, capacete com viseira…”

Aí eu pensei: “Caramba, eu vou enfrentar um leão!”.

Eu nem dormi aquela noite, preocupado…

Só faltou ele dizer assim: “Se despede da viúva que você vai ser enterrado aqui.”

Jairo Teixeira utilizando a roupa de desarmador de bomba se prepara para enfrentar o Fila Brasileiro
Jairo Teixeira utilizando a roupa de desarmador de bombas, preparado para enfrentar o terrível Fila Brasileiro…

Pessoal, pelo amor de Deus…

Vocês estão perguntando para o macaco se ele gosta de banana? Você acha que eu estou com medo?

É o que eu mais gosto de fazer! Eu amo quando o cachorro fila!

Aliás, para um figurante, para um cara que gosta de fazer isso, você não sabe como é horrível quando o cachorro não pega.

É que nem comida sem sal, é que nem uma coisa que não tem gosto.

Eu gosto de um bicho que me gruda, que entra para dentro de mim. Você acha que eu estou com medo do Fila Brasileiro?

Alguns dos cães que eu fiz figuração…

Pessoal eu fiz figuração com Rottweiler

rottweiler bravo

Fiz figuração com Pit Bull Game

pitbull game dog

Quem nunca viu um, não faz idéia do que é esse bicho, mas quem conheceu, sabe o que é um Pitbull Game.

Não dá para largar o bicho a 15 metros que ele te derruba!

É difícil ficar de pé, porque o bicho entra para dentro de você! Se você não souber amortecer, aparar o bicho, você vai para o chão…

Porque ele não te morde, ele te dá um soco com a boca. Ele entra para dentro de ti como uma faca quente na manteiga!

Eu fiz figuração com Dogue Alemão, e isso era antes dele se tornar o Scooby-doo

Dogue alemão que mordeu o jairo teixeira

Antigamente tinha o verdadeiro Dogue Alemão.

Aliás, o pior quase acidente que eu tive foi com um super Dogue Alemão. Eu até tenho duas marquinhas no braço que foi dele.

Eu relato isso nesse vídeo

Fui resgatado, senão não estava aqui para contar a história. Eu nunca mais esqueço, um Dogue Alemão preto, lembro até hoje!

Eu fiz figuração com Dogo Argentino!

Dogo Argentino

 

Aliás se tem um bichinho que me dá um arrepio na espinha é o tal do Dogo Argentino.

O bicho pega javali, mas pega mesmo, não é história de “ouvi falar”. Pega javali! Ele pega puma!

Está ali no YouTube, no mano-a-mano com o puma, e com javali.

 

Você acha que eu estou com medo do Fila Brasileiro?

Você está preocupado com a minha segurança?

Eu assino um documento. Eu ponho capacete, viseira, duas luvas, tudo que tiver. Peiteira, tornozeleira, coquilha, tudo que precisar. Eu aceito o desafio de vocês…

Só que o desafio que me fazem, é um desafio que não vai acontecer…

É óbvio que não vai acontecer.

Eu tenho um sitio, tenho minha criação de porco, tenho meus cavalos, meus coelhos, minhas galinhas, minhas aulas de Jiu-jitsu, eu tenho este canal

Eu não posso sair daqui para ir fazer figuração para vocês.

Agora me diz uma coisa, não tem um figurante aí perto de vocês? Eu sou da velha guarda. Tem um monte de cara aí com curso internacional de figuração.

Tem cara aí 10 vezes mais especialista do que eu em figuração!

A gente faz uma vaquinha e paga o cara. Organiza no clube de vocês aí, São Paulo seja lá aonde for, talvez em Goiás a terra do Fila Brasileiro.

Eu quero ajudar a raça do Fila Brasileiro

Eu não estou dizendo que não tem cachorro de vocês que pegam. Eu não estou dizendo isso, tá?

Na verdade eu torço para estar errado! Porque dizem: “Ah Jairo, você não gosta de Fila Brasileiro.”

Eu não estaria perdendo tempo aqui se eu não me importasse com o Fila Brasileiro.

“Jairo, você está denegrindo o Fila Brasileiro.”

Eu estou denegrindo? Eu não! Eu não sou criador de Fila Brasileiro.

Se tem alguém que está denegrindo são os criadores! Eu não estou denegrindo, eu estou preocupado. Eu quero é ajudar!

Para onde estão levando o Fila Brasileiro?

Pô pessoal, pára um pouquinho! Tem algo errado. Por aí não vai dar!

Daqui um pouco vai virar o que? Um bicho grande, pelancudo, babão, que não serve para nada. Um pet?

Então pega um bicho pequeno, é melhor né? Come pouco, não precisa sujar o pátio daquela maneira…

Pelo amor de Deus, entende o que eu quero dizer! Eu estou querendo contribuir! Agora se ficarem tapando os ouvidos não adianta.

Pessoal, não adianta ficar bravo comigo. Não adianta ficar “bravinho”…

Não adianta vir me ofender pessoalmente.

Alguns vieram me ofender pessoalmente… pelo amor de Deus pessoal, com quem eu estou falando?!

Estou falando com adultos ou estou falando com criancinhas?

Isso é cinofilia, ou é o que?

Vamos organizar este teste

Se eu fosse dono de fila eu ia falar:

“Opa, calma aí! Tem um cara desafiando ali, vamos organizar os nossos cachorros e vamos fazer este teste aí.

Tá louco, se sou eu meu irmão! Eu não iria fugir!

Fila Brasileiro sendo testado

Então não adianta ficar me chamando, porque eu não vou ir para Goiás, eu não vou ir para São Paulo. Eu não vou…

Mas organiza. Vamos filmar, vamos chamar um cara. Tem um grupo de pessoas interessadas, a gente paga o figurante.

Se for aqui em Santa Catarina eu, Jairo Teixeira, quero fazer. Eu quero ter o prazer de fazer!

Até Porto Alegre eu vou, se quiserem fazer este teste. Vou até Porto Alegre.

Mas o teste que eu falei, o teste lançado.

E eu não estou dizendo que não tem cachorro que pegue. Não estou dizendo isso… Eu quero ver o quanto eles pegam.

E eu acho que metade recua… Longe do condutor metade recua!

Mas se eu estiver errado vou ficar feliz em dizer que tem ainda Fila Brasileiro que fila.

Olha, vou até fazer propaganda:

“O seu ‘fulano’ do canil ‘tal’, o seu ‘beltrano’. Se quiser comprar um fila, compra dali, compra de lá. Porque os cachorros são bons mesmos! Eles pegam mesmo, entram pra dentro, lutam, metem e porrada!”

Deixe seu comentário

Postagens relacionadas

Bandog Brasil - Adestramento de Cães | Aprenda como Adestrar seu cão
A minha opinião sobre o DOGO ARGENTINO - Cão de Guarda

Cão de Guarda

A minha opinião sobre o DOGO ARGENTINO

O Dogo Argentino é uma raça que já provou seu valor no combate contra cães, na caça grossa e contra humanos. Um animal cujo perfil se assemelha aos Bandogs do passado. Forjado a “ferro e fogo” tem despertado por décadas a paixão dos admiradores de cães funcionais.

Você quer um site incrível como este?
Sim eu quero!