Não diga Não #1 – O Comando Fica, O Cão Não Erra.
Não diga Não #1 – O Comando Fica, O Cão Não Erra.
Não diga Não #1 – O Comando Fica, O Cão Não Erra.
Adestramento de cães e Comportamento Canino

Não diga Não #1 – O Comando Fica, O Cão Não Erra.

Jairo Teixeira
produzido por
Jairo Teixeira

Legenda do vídeo gerada automaticamente:

O título da live de hoje é não diga não quando eu comecei a treinar cães ao longo alô tá e magoou né um longo tempo atrás há muito tempo atrás quando comecei a treinar cães eu usava comando eu usava comando não e era coisa bem militar né tipo não junto aí cachorro ele não fazia o que eu queria não junto certa não se usava isso usava porque ela tecnologia que eu tinha é como eu aprendi como tava no livro né o cão em nossa casa bom então eu eu usei isso e não só usava não como é toda minha postura era muito muito militar ordem unida né que por um capitão do exército duram né tô comandando a tropa com o tempo eu fui ver no que que nos fazer necessário né fui vendo que eu sabe mas qual coisa feia né a senhora vai imagina você está na rua marchando com seu cachorro gritando ordem né senta é quando ela é para fazer o fazer o junto então eu eu tava andando não vai achando assim então eu dava um passo com a esquerda ou para a direita e aí eu passo líquido da palavra né então no penúltimo passo com a esquerda e o dava comando auto direito certa notícia automático eu não faço eu não tinha noção do centro automático senta o cachorro sentar e deita engraçado lembrar né mas usava muito comando não porque e até hoje tem livros que recomendam o comando não comando não é o primeiro comando que deve ser ensinado para o cão né a importância do comando não tem livros com um capítulos inteiros falando a importância do comando não as pessoas têm a tendência de querer interromper um comportamento indesejável falando fazer os cachos tá comportando de uma forma que não interessa eu vou falar com cachorro para que ele pare de se comportar daquela forma das pessoas querem ganhar do cachorro ensinar o cachorro era obter obediência falando você não consegue não consegue obter obediência do seu cão falando você vai conseguir a o seu cão agindo bom e as pessoas focam no ponto errado elas focam no comportamento indesejável e eu uso muito a pessoa perguntou jairo o cachorro tá rosnando aí quando dou para uma determinada pessoa o que que eu faço então as pessoas têm uma tendência natural e nessa ponta né o cachorro tá fazendo isso o que que eu faço então esse raciocínio esse raciocínio essa ideia de trabalhar no problema que deu origem ao comando então cachorro curitiba tem que ter que falar ou não por isso então o não é o primeiro comando a ser ensinado porque o cachorro pula não não cachorro vai sair tu abrir a porta para sair o cachorro vai tentar sair tu não não não cachorro em mordi a calça bem modelo não e não é impossível você ter um comando é o mesmo comando para várias situações e imagina uma tecla aqui que eu tenho um teclado do computador que eu aperto e ela tem várias funções funções eu aperto aqui na tecla j de jairo aperto rj aí eu aperto daqui a pouco sai 10 vai perto saiu a letra z ao aperto sai o ponto de exclamação não tem como não tem como ah entendeu então como é que eu vou ter um comando para ele situações não pula não foge não late esse é o comando genérico então existe como é que o animal vai entender um comando para várias situações e como não funciona porque não inibe o comportamento na verdade não só não inibe como em coragem e algumas em algumas situações o digamos que o teu cachorro tá pulando em ti porque ele quer ganhar atenção ele punitivos e disse não pula e o que que você deu a atenção acaba de dar atenção para o cachorro ah então você acha que te dando atenção para ele que até que é o que ele quer esse é o que ele quer você acha que vai inibir o comportamento dele por lá para pedir atenção ou vai encorajar o comportamento eu acho que vai embora já não existe um debate outro dia tem um aluno me questionou porque existe uma linha de adestramento de cães uma linha de raciocínio que defende que você não precisa usar o comando fica e a porque por exemplo estou andando com meu cachorro e eu e eu digo senta oi e eu vou sair eu não preciso dizer o fica porque a sido entendido basta de 60 e o cachorro ele vai ficar quer dizer que o fica desnecessário ou eu digo deita e eu eu discordo assim porque na prática o que acontece o seguinte e solto andando com meu cachorro na rua e eu ensinei o fruto do meu cachorro certo genilson e aí eu tô dando para cachorro não para papa eu parei ele sentou dizer que ele cerato automático certo aí eu digo dele eu digo para ele deita certo muito bem eu acostumei o cachorro era soltado deita do meu lado eu acostumei o cachorro que seu retomar o comando vou tomar um desculpa o cara tá caminhada eu saio não sair junto eu te dei desconto preto eu tenho trabalhar direto junto junto junto tipo o ano fica falando eu paro e para eu ando leandro eu paro limpar certo bom então eu sinto a necessidade eu te avisar um cachorro que agora dessa vez que ele que eu parei mandei ele deitar dessa vez eu vou me deslocar mas eu não quero que ele me acompanha eu quero que ele fique ah entendi como é que eu posso a diferenciação tô andando com cachorro para ele se automático de deita até ontem que eu vou mentir o fica tá vou trabalhar seu fica é só o deita acreditando nessa nessa teoria nessa ideia de que está implícito o fica feita youtube eu quero continuar marcos agora e eu saio cachorro sei se será que é o junto e como é que eu vou fazer uma diferenciação e dessa situação parece a outra onde eu paro digo deita agora eu quero que ele entenda que ele tem que ficar e eu quero ir ali na padaria já vou voltar como é que eu faço essa separação quem sabe mexer ele vai mexer vou te mandar o cachorro né porque ele tá acostumado com um eu condicionei ele acontecendo é que eu ando ele é nenhuma como é que eu difícil para o cachorro agora eu sinto a necessidade de dizer para ele querido ó tudo bem bob bob eu quero na padaria ali eu preciso fica aqui deitadinha tá então fica ah entendi eu tenho necessidade eu sinto ele pode fica e aí eu saio então dessa forma eu diferencio o deita e eu iniciou a marcha nesse junto do deita-se like aí agora que eu vou mas você não pode junto e e mais um motivo é razão principal pela cola no eu prefiro usar o comando fica para explicar para o cachorro para mesmo que que eu quero dele as pessoas que advoga um acidente que não é necessário dizer o fica porque tá escrito quando o cachorro se atrapalha e levanta que ele se atrapalha e levanta que elas fazem não o uso ou não e corrigindo um cachorro por uma situação que eu entendo que o condutor criou condutor atrapalhou o cachorro com condutor não deixa o cara de cachorro querido tu fica eu vou dessa vez o cachorro errou entre aspas foi induzido ao erro pela condutor na minha percepção e aí o condutor que faz não usa zanga e deita não deita ele repete é só porque não usa o fica o e opta pelo não entendi eu vou aqui só fazer esse parentes aí para entender por que que eu gosto de usar o fica não é para deixar claro o cachorro e porque eu não vou corrigir o cachorro não se ele levantar ah entendeu você levantar o que que eu vou fazer fica o reforço comando que eu dei para ele e quem não foi para fazer fazer essa oi boa noite jairo como corrigir o cão quando ele está fazendo algo errado por exemplo quando ele pega objetos hoje o cão derrubou o recipiente da água e carregou para longe para morder em primeiro lugar é sim é importante entender isso os defensores do comando não e as pessoas que têm essa abordagem não só pessoas aqui acredita que o cachorro faz algo de errado e eu entendo que cachorro não faz nada de errado cachorro não é e não é na minha compreensão não é ah tá mas o que a chuva entrou aqui dentro da tua casa pegou a tua carteira destruiu com dinheiro com cartão e fez uma lambança aqui posso ficar muito louco muito muita raiva mas um cachorro não é bom vou ficar com raiva do comportamento de um animal eu posso ficar frustrado o xingar descabela brigar com o mundo mas isso não vai mudar o fato de que o cão não errou fez não é cães agem como cães cão é um bicho e fica a pergunta é como corrigir o cão quando está fazendo algo errado ela não fala aí onde está fazendo na guerra está agindo como um cão então o número um nesse caso aí derrubou com esse peixe a água e carregou para longe para morder meu deus que eles fizeram isso muito muito hoje eu tenho um cocho de cimento manilhas de cimento fizer para mim que não tem como sumir aquilo tá borra no rio problema então meu cachorro não vai entre a se você errar nesse ponto aí porque não consegue destruir crescimento velho ah ah tu tá resolvido para mesmo o cachorro se comportou como um cachorro filhote durou a água para brincar na água para se refrescar oi tá errado a gente passou tá certo não não é interessante aquele comportamento pode fazer uma interessante para mim pegar fogo é então rezou mudando o tipo de prato que ele usa uma abordagem positiva e esse aí topo eu sou tem abordagem negativa eu tenho que ter abordagem positiva tem que ser um cional ao invés de bater boca com o cachorro brigar não faz isso porque que faz isso eu te falei ontem antes de ontem semana passada ao meio de bater a boca um cachorro eu vou na origem do problema eu vou eu vou fornecer um cocho d'água que não tem é impossível não tirar quando resolvido resolvido a pergunta e usar o deixa quando o namoro deles sofá pode ser você poderá usar o deixo o negócio sofá só que o seguinte o cachorro não vai apressar o sofá não não ele vai com ele sofá é um ato de rua tá o ato de roer é um comportamento relacionado a outras coisas por exemplo a frustração ah tá então se meu cachorro está doendo objetos eu não vou querer trancar esse comportamento com comando deixa o não eu não vou querer impedir isso e eu vou trabalhar os motivos que estão levando o meu cachorro querendo eu só falei primeiro lugar e por exemplo eu tô com meu cachorro e passa um gato na rua meu cachorro observa né observa o instinto de caça dele tá ligado ao instinto de caça é algo natural e eu posso conter tinha dizendo para ele deixa tipo não é hora de caçar se chega alguém eu tô com meu cachorro chega alguém gritando brasil jantes balançando os braços e o meu cachorro que já assistiu situação parecida no treino com figurante agindo assim meu cachorro se prepara né achando que eu vou para ficar um agressor eu já disse mano eu já vi no treino isso agora eu vou ter que atacar de cara no meu cachorro se arma mas é muito interessante que o meu cachorro olha para mim tipo assim é para pegar as cara é é aquele que eu tô pensando que é aí eu vou dizer para ele sim é cuida certo ou eu vou ter para ele não não deixa nada é o cara tá em casa bêbado não quero tá ela tá fora mesmo não deixe de nada disso está pensando fica frio entendi então vou dar duas mensagens meu cachorro se liga diante de uma situação ameaçadora que ele já conhece porque já passou por isso no campo no treino de agressão e aí eu vou justificar a atitude dele dizendo sim é perigo cuida ou eu vou dizer para ele não não tem nada a ver o cara cara tá brincando é brincadeira pegadinha você para ele deixa entendi é uma coisa muito específica tá falando da arma do cachorro em relação ao sofá é um ato de destruição que tá ligado a frustração não é um ato de querer caçar o sofá ou me proteger do sofá.

Deixe seu comentário

Postagens relacionadas
Curso de Adestramento de Cães Online com Jairo Teixeira
compra verificada
Shares