Curso Grátis: Adestramento de cães e comportamento canino
Curso Grátis: Adestramento de cães e comportamento canino

progresso no curso:

0%

Cães e automóveis – Superando traumas

É bastante desagradável quando saímos para passear de carro com nosso cão e ele passa mal, vomita, se suja todo, e deixa nosso carro uma bagunça. É ruim para todos, para nós e para o pobre animal. Esse tipo de situação faz com que muitas pessoas simplesmente desistam  de levar consigo o seu cão para passeios, viagens, trilhas, acampamentos etc.
Esse problema comum acaba limitando muito o convívio e privando as pessoas de momentos agradáveis e divertidos com seus "parceiros caninos".
Nesse vídeo eu tento apontar as possíveis causas do porque alguns cães não gostam de automóveis, bem como dou algumas dicas de adestramento para minimizar e até eliminar esse problema.

Legenda do vídeo gerada automaticamente:

Uma pessoa me procurou pedindo ajuda porque ela disse cada vez que ela vai sair com o cãozinho da moto móvel cada vez que ela põe o cão automóvel para passear para viajar ele passa muito mal bonita jucá toro é o estresse estático animal nos pés por propondo que limpar toda a bagunça e isso acaba privando andré acaba privando a relação guy e evitando que que é que o doutor posso conviver mais um cachorro pra praia passear e viajar na verdade isso é bem chato causa incômodo bastante grande para o dono de para o cachorro e eu quero talvez ajudar o povo é falar sobre isso mas vai ser depois da minha e aí pessoal beleza pra quem não me conhece eu sou jairo tem cheia vamos falar de cachorro bom é muito importante entender como é que os problemas surgem o cãozinho provavelmente a primeira vez que ele vai entrar no automóvel que ele vai me conhecer essa situação ele está tendo um veículo vai ser um dia que você vai lá buscar os limpa vai falar no criador buscar o zinho trazer para casa então veja bem é esse momento é muito traumático filhote é muito traumático e vai ser arrancado dada do ambiente que conhece do convívio com à noitinha dele convívio com os companheiros dedinha nada é traumático dela aí ele colocar dentro numa caixa de metal de quatro rodas né movimenta todo né causa uma vez a orientação obviamente o o carro rua rosa né o barulho do carro é o senado porque esses carros modernos a gente quase não consegue ver o ruído do motor mas os cães ou ouvir bem mas só se completamente nova ele ele fica apavorado e uma possível segunda situação onde ele vai entrar no imóvel também é não a área que vai ser a primeira visita ao veterinário ou seja adiada novamente naquela caixa de metal com quatro horas que rosa né é conduzido balança papelada vai chegar um consultório veterinário provavelmente ele vai ser colocado em cima de uma mesa gelada de aço inoxidável vai ser tudo manipulado para fazer o trabalho dele tá na boca do cachorro com ele se for tirar a temperatura que introduziu no ano do animal com um termômetro vacinas que até não é uma coisa agradável passeio ao coisa boa não por um cachorrinho é tudo muito assustador eu quando era garotinha trauma de dentista então eu entendo antes de sair de casa está passando mal por saber que tem prometido então essa associação negativa ela fica muito maior que as experiências negativas principalmente nessa primeira fase da vida do dono do cão ela terá são muito marcantes são muito bacanas que ele poderia fazer para amenizar uma dica antiga que funciona muito bem quem é você pegar um com antecedência primeiro achar um credor uma pessoa idônea ela é conversar com ele mais conhecida ser macho pra ser feita tudo definido você pode conversar com o ano com uma camiseta velha limpa uma toalha a mais limpa ou comprar uma colinha do pano você vai deixar lá com o criador uns dias pra adquirir o cheiro da cadela caminhada isso vai minimizar aí quando você vai buscar o cachorrinho você pode pegar uma caixa com uma caixa de papelão de de mercado desde que seja uma caixa linha com uma casa nova uma caixa que não tenha cheiro de produtos químicos a caixa de papelão limpinha bota um paninho dentro pode ser colocar juninho e 32 pessoas e melhor é uma vai dirigir outra traz um cachorrinho 4 na caixa no colo vai me utilizar eu não sei que ele só quer contraste ele sai dali no domingo no canindé onde ele vai estar e vai entrar na caixinha mas contém no cheiro do ambiente conhecido isso vai minimizar a situação bom chegando em casa é obviamente você já deve ter preparado um local seu filhote eu aconselho a com antecedência preparou local a prova de viotti que significa isso o local que quando eu não posso estar dando atenção ao meu cachorrinho poder voltar trabalhando na dor menina eu não posso ficar 24 horas por dia no cachorro eu cheguei na segunda então vai ter perigo de cair na piscina combater perigo de ruir um fio elétrico o é deixei produtos químicos no local ea segunda que vai ter um papel com a alcunha de lá até o alimento vai ser fornecido em horários específicos a colocar tanto onde ele possa se afastar de onde ele dorme do pote d'água pra eliminado em um extremo oposto e uma voz que eu gosto muito de usar é a caixa de transporte se você tem condições de comprar em vista uma caixa de transporte onde vai ser útil à vida toda do cachorro já contra a caixa que ele vai né que vai servir o resto da vida lê muito bem é nesse meio tempo e resolveu já teria escolhido não tem um veterinário e maria neves esticado é o boca a boca né é muito bom conhecer o veterinário vou explicar como brincam zinho eu aconselho deixar cause pelo menos umas duas semanas em casa para se adaptar não é muito só sai do da manejava veterinária eu acho desnecessário deixa ele chegar se ambientar na sua casa uma ou duas semanas e vai acontecer se você votar caixa de transporte tira a botinha tira a partida para bater normal trabalhar ele ficar trancado fechar e não conseguia entrar em temas modernos e tira pontinha bota o toninho né você já trouxe dentro da caixa ele vai dormir lá dentro os cães os animais e toca toca e vai dormir lá neto ele está planejando entrar lá dentro depois de uma semana duas semana dormindo lá dentro quando eu chegar levar o veterinário você colocar portinho da caixa e fecha a caixinha ele avalia que ele vai sentir penha na cidade segura e mais uma vez vai reduzir né e se possível essa possível associação negativa com o automóvel vai reduzir consideravelmente bom se você já tem um campo tem medo de algum modo já é o cachorro tem um central você pode fazer um trabalho que vai ser gradual quando falo grau não necessariamente significar lento que você vai respeitar as etapas que eu faria o meu cachorro já tem medo do automóvel que eu vou fazer eu vou interagir se o carro entra dentro do pacote melhor ainda eu vou interagir com o campo perto do automóvel primeiro desligar jogar bolinha fazer um testamento 0px qo pouco eu vou ter alguma atividade seja prazerosa que seja um estímulo positivo quando fala de positivo e tudo o que é bom para o pessoal com comida passeio carinho e um petisco bolinha brinquedo tudo que é bom é um estímulo positivo tudo que é associado com uma coisa boa a um estímulo positivo ou interagir com cause perna logo depois que ele está confortável porque existem coisas que nem não há de chegar perto quando e sempre que o vejo que está com vontade e aí que eu falo é gradual eu tenho que observava o show eu te amo a reação dele o o o veículo com o motor ligado dessa forma deixar a abrir a porta do carro é o senhor em 11 no banco joão bolinha partir de lá se você tem aqueles carros que abre entrada o porta malas você pode sentar lá trata toda molinha pegar o cachorro no colo virna alimentar o cachorro dentro do do portamalas ou seja são situações e vai devagarinho de sensibilizando tirando aquela ideia negativa que ele tem do carro bomba vai chegar ao ponto onde você consegue colocar dentro do automóvel já a bola eu tô falando em casos graves pode tomar passa mal cheiro ponto pode fazer com ele tentou rolar eu votaria na caixa de transporte é uma volta na quadra chegou 10 ipatinga vai te envolver com o cachorro de forma prazerosa já faz aquele cachorro costa da bolinha vai passear com o cachorro saiu do automóvel apresenta uma situação perigosa apresenta um estímulo positivo funcionou fica não deu tentei voltar mas não deu nem tempo vou dar duas voltas na quadra funcionou eu vi a janela - vou parar no local que eu possa descer do carro passear com ele ela dessa forma você vai aumentando o grau de dificuldade do exercício respeitando o cachorrinho a evolução lê eu vou dar sempre observando aceitar gelindo a situação sentar eu quero ocorre o o o segredo nesse trabalho de sensibilização é de respeitar as etapas se você fala coisa correta não tem integral por degrau se você errou se apressou em uma regra no adestramento fala se o errado e volta um passo atrás não deverão ter um bicho é evitar ele me precipitar mas se acontecer algum problema volta um passo atrás dessa forma você vai aos poucos tirando essa ideia negativa que o imóvel tem do doutor logo uma coisa importante quando o animal passa mal tem uma experiência negativa existe uma tendência à estadinho pegar no colo coitadinho ele pro cachorro e isso faz mal ele não precisa acho victor ele não precisa tardia não precisa e se alimenta emocional negativo coitadinho isso maximiza o problema é uma atitude positiva ou neutra fácil de fazer e impune mall um pouco mais uma história é outra neutro ou positiva ou neutra não pode em mim essa criança gosta da minha regional faz muito bom e maximiza janeiro é uma energia negativa de energia de pobre de mim né a miséria adora companhia é futebol eu quero um ombro para chorar não não é legal tenho abordagem positiva ou no meio neutro comentou leandro mais uma linha acabou eu vou resolver o problema acabou perdendo isso se aplica a várias situações mesmo muito isso é a pessoa pela pia errada que não exige bom eu espero que essas dicas tenham ajudado eu tenho certeza que se você aplicar esse princípio né as dicas e outras use a sua criatividade mas aplicar esse princípio que vai funcionar é o princípio de tentar associar aquilo que o cachorro não gosta da situação quem gosta com estímulos positivos minimiza que chega até eliminar completamente o problema já abrigou as coisas medo de estampido medo do bpn já se aplica a outras situações então você só acredita a criatividade baseado nessas dicas né aplicando esse princípio você pode se não eliminar pelo menos minimizar o problema você possa curtir do cachorro tão bom pegar o cachorro botar o carro sair fazer uma trilha viajar eu eu com os meus cães participando da minha vida nessa hora de carro é privada bastante você vai perder conviver com seu cachorro ta bom por hoje é só um abraço a todos a gente vê na próxima.

Deixe seu comentário

Explorar cursos
Jairo Teixeira - Especialista em Adestramento de Cães e Comportamento

Seu professor de adestramento canino

Olá! Eu sou o Jairo Teixeira e passei a maior parte da minha vida observando e estudando o comportamento dos cães, em um ambiente repleto de mitos, lendas e com pouca informação verdadeira. Após décadas trabalhando milhares de cães das mais diversas raças, consegui compreender qual é o seu verdadeiro "status" mental e emocional. Agora a minha missão é compartilhar todo o meu conhecimento de adestramento de cães e comportamento canino, e ensinar você a desenvolver um relacionamento harmônico com o seu cachorro.

Quero conhecer melhor...
Curso de Adestramento de Cães Online com Jairo Teixeira
compra verificada
Shares